Responsabilidade Ambiental


Estação de Tratamento de Efluentes (ETE)

A Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) é um conjunto de unidades, cada qual com sua função específica, que tem como objetivo tratar efluentes, dentro do processo de adequação à legislação e às condições ambientais antes de seu lançamento no corpo receptor. Através de mecanismos físicos, biológicos e químicos, ocorre a remoção de substâncias indesejáveis ou a transformação dessas substâncias em outras de forma aceitável.

Galeria de Imagens


A ETE da Imunizadora Potiguar é composta pelas seguintes unidades operacionais:

Tanque de Despejo com Sistema de Gradeamento

Unidade responsável pela remoção de sólidos grosseiros cujas dimensões sejam maiores do que o espaçamento entre as barras das grades e tem como funções a proteção dos dispositivos de transporte dos efluentes, proteção das unidades de tratamento e corpos receptores.

Desarenador

Unidade do tratamento onde ocorre a remoção da areia por sedimentação. Por ação da gravidade, as partículas presentes no efluente com maior densidade tendem a sedimentar, acumulando-se na região inferior do tanque, facilitando o transporte do líquido ao longo do sistema, além de evitar assoreamento das lagoas.

Flotadores

Unidades construídas para a remoção de sólidos menos densos que a água, os chamados sólidos inorgânicos, sólidos orgânicos e gorduras flutuantes ou superficiais, por exemplo, óleos e graxas. Produtos de relevante inconveniência ao tratamento do efluente nas unidades subsequentes, agressivos à ação bacteriana.

Decantadores

Os efluentes escoam pelos decantadores permitindo que os sólidos remanescentes de matéria orgânica em suspensão, areia, lodo e outros resíduos de maior densidade se sedimentam gradualmente na camada inferior do tanque, formando o lodo primário bruto, adequando o efluente e qualificando-o para a etapa seguinte que é o sistema de lagoas.

Lagoas de Estabilização

Lagoas de estabilização são sistemas de tratamento biológico em que a estabilização da Matéria Orgânica é realizada pela oxidação bacteriológica (oxidação aeróbia ou fermentação anaeróbia) e/ou redução fotossintética das algas, de acordo com a classificação de cada uma (anaeróbia, facultativa e maturação). Nessa fase do tratamento ocorre a remoção de matéria orgânica dissolvida, matéria orgânica em suspensão que não foi removida no processo anterior, nutrientes e microorganismos.

Sistema de Filtros

O efluente após o tratamento secundário pode apresentar ainda níveis de substâncias ou organismos que capazes de provocar problemas quanto ao equilíbrio do corpo receptor, ou mesmo a seres vivos que deste depende. Para melhor adaptação do efluente tratado pela Imunizadora às condições do corpo receptor, se usa sistema de filtros de carvão ativado, precedido por filtros biológicos. O carvão ativado é um produto quimicamente inerte, usado para a remoção de impurezas presentes em efluentes e se apresenta em forma de pó e granulado, sendo o último utilizado pela empresa em referência. É uma forma de carbono puro de grande porosidade e considerável capacidade de adsorção de impurezas.

Leito de Secagem

Unidade construída com a finalidade de processar a redução de umidade de resíduos grosseiros e areias removidos dos tanques de despejo e desarenação, resíduos flutuantes, óleos e graxas dos flotadores, lodo dos decantadores e sobrenadantes das lagoas, através de drenagem e evaporação de água liberada durante o processo de secagem. Com o processo de desidratação desse resíduo, ocorre a diminuição do volume, facilidade no transporte, diminuição de contaminantes e poluentes atingindo melhores condições para exposição em reservatórios, como por exemplo, no aterro sanitário.


Compromisso com a Sociedade

Análises no Laboratório da ETE.


A Imunizadora Potiguar tem agido sempre de forma transparente com a sociedade, apresentando resultados qualitativos e quantitativos, através de exposição em quadro mural na própria empresa (ETE) e através de relatórios encaminhados ao Órgão Ambiental fiscalizador, além de estar sempre à disposição para visitas.

Nossa empresa tem sido fonte de pesquisa na área de engenharia sanitária, contribuindo, desta forma, com as atividades de pesquisas desenvolvidas pelas unidades de ensino como monografias, teses de mestrado, projetos ambientais, atividades curriculares, etc.


Central de Atendimento
(84) 3205-1525